Dieta do Chá Verde: O que é e como pode te ajudar a perder peso

A dieta do chá verde é uma maneira simples e natural de aumentar a perda de peso. 

Consiste em beber pelo menos quatro copos de chá verde ao longo do dia, em um esforço para suprimir o apetite e aumentar o metabolismo. 

Recomenda-se que um copo seja consumido ao acordar, bem como antes de cada refeição, e também pode ser usado como um substituto saudável para um lanche durante o dia. 

Um suplemento, ou extrato de chá verde, também pode ser usado em vez de beber o chá.

Enquanto a origem da dieta do chá verde é desconhecida, chineses e japoneses vêm bebendo o chá como uma opção saudável há muitos séculos. 

Partindo desse conceito, o mundo ocidental começou a consumi-lo em grandes quantidades, descobrindo suas propriedades de perda de peso ao longo do caminho.

Como funciona a dieta do chá verde?

Como-funciona-a-dieta-do-chá-verde

O chá verde ajuda a promover a perda de peso de várias maneiras:

1 – Diminui a quantidade de carboidratos, em particular o amido, que o corpo absorve. 

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Poznan, na Polônia, descobriu que uma dose de 4 gramas de extrato de chá verde causava uma diminuição na digestão e absorção do amido.

2 – Aumenta o metabolismo. Pesquisas feitas na Universidade de Genebra, na Suíça, mostram que o chá verde acelera o metabolismo de uma pessoa, aumentando assim a quantidade de calorias que queima. 

Acredita-se que isso se deva às catequinas, antioxidantes potentes, encontradas nas folhas. 

Além disso, o chá verde natural é cafeinado e se origina da mesma planta que o chá preto, Camellia sinensis. 

Ele contém uma quantidade significativamente menor de cafeína, o que não é prejudicial, mas ainda ajuda a estimular e energizar aqueles que a estão consumindo. 

Isso pode ser benéfico para a perda de peso, pois os indivíduos são mais energizados durante os exercícios.

3 – Ajuda a queimar gordura armazenada dentro do corpo. 

Para ser convertida em energia, a gordura dentro do corpo precisa ser quebrada nas células e depois movida pela corrente sanguínea. 

A equipe da Universidade de Genebra também descobriu que a quantidade de gordura queimada por quem tomava extrato de chá verde era significativamente maior do que dentro dos corpos daqueles que não tomavam.

Aqueles que estão pensando em usar o chá verde, a dieta para atingir seus objetivos de perda de peso precisará manter algumas coisas em mente. Esses incluem:

• Para maximizar os efeitos do chá verde na perda de peso, os participantes precisam consumir entre 3-5 copos cheios por dia.

• O melhor tipo de chá verde a usar são marcas que usam produtos naturais e sem conservantes artificiais.

• De preferência, o chá deve ser fabricado com as folhas em vez de um saquinho de chá. Isso permitirá extrair mais essência para que retenha seus nutrientes.

• A água deve ser derramada diretamente sobre o chá, logo antes de ferver e o chá fermentado por 3-4 minutos.

• Beber chá verde frio acredita-se que queima mais calorias do que quando é consumido quente, porque o corpo precisa queimar energia para aquecê-lo depois.

3 Principais benefícios da dieta do chá verde

3-Principais-benefícios-da-dieta-do-chá-verde

1. De acordo com o Centro Médico da Universidade de Maryland, os antioxidantes do chá verde também ajudam a neutralizar os radicais livres no organismo, o que pode prevenir certos tipos de câncer e outras doenças. 

Eles também estimulam o sistema imunológico de outras maneiras.

2. A dieta é relativamente fácil e barata, e a maioria das pessoas pode fazê-la com segurança. 

Os participantes também devem incluir um regime moderado de exercícios para obter os melhores resultados de perda de peso.

3. O chá verde pode matar bactérias na boca, melhorando a saúde bucal e a higiene bucal.

3 Possíveis efeitos colaterais da dieta do chá verde

3-Possíveis-efeitos-colaterais-da-dieta-do-chá-verde

1. Desidratação

O chá verde é um diurético natural e pode levar à desidratação. 

Aqueles que seguem a dieta devem equilibrar a quantidade de chá que bebem por dia com o mesmo número de copos de água.

2. Deficiência de ferro e anemia

O chá verde pode reduzir a taxa de absorção de ferro pelo organismo.

3. Problemas de estômago

Os chineses e japoneses não consomem chá verde com o estômago vazio, porque os taninos que ele contém pode causar dores de estômago, náusea ou constipação.

Receitas rápidas e fáceis de chá verde

Chá verde de capim-limão e gengibre

Chá-verde-de-capim-limão-e-gengibre

Ingredientes

1 talo de capim-limão

7 fatias de gengibre

5 saquinhos de chá verde

Antes de usar, enxágue e esmague o capim-limão. Em seguida, coloque-o, juntamente com o gengibre, em uma panela com 2 xícaras de água. 

Deixe a mistura ferver, retire do fogo e adicione o saquinho de chá. Deixe-os fermentar por cinco minutos, refrigere e sirva.

O capim-limão e o gengibre ajudam na digestão, e o gengibre contribui para o aumento da energia do chá verde. Isso resulta em uma bebida saudável que promove a digestão saudável, além de horas de energia.

Chá verde com menta

Chá-verde-com-menta

Ingredientes

1/2 xícara de folhas de hortelã fresca

2 saquinhos de chá verde

1 colher de chá de mel (opcional)

Lave e pique as folhas de hortelã. Coloque-as, juntamente com os saquinhos de chá, em um copo e despeje água fervente sobre elas. 

Fermente por 5 minutos. Leve à geladeira por 2-3 horas, adoça, se desejar, e sirva frio.

A hortelã ajuda a acelerar a digestão, evita a fome e queima a gordura no corpo. Com seu baixo teor calórico (um total de 9 calorias por copo), também é um complemento perfeito para qualquer dieta.

Chá Verde com Lavanda

Chá Verde com Lavanda

Ingredientes

1 1/2 colher de chá de flores de lavanda secas

4 saquinhos de chá verde

Coloque a samambaia e os saquinhos de chá em um recipiente e leve uma panela pequena com água até ferver. 

Despeje a água sobre a mistura e deixe fermentar por até cinco minutos. Leve à geladeira e sirva gelado, com um raminho opcional de lavanda.

A lavanda confere um sabor sutil ao chá verde, permitindo renunciar a adoçantes adicionados e eliminar calorias extras.

Se você está pensando em começar a dieta do chá verde, consulte um médico para garantir que você seja saudável o suficiente para fazer dieta e se exercitar.

Tudo que você precisa fazer para dormir melhor [4 DICAS GARANTIDAS]

Quando você tem uma noite de sono ruim, provavelmente pensa na noite anterior e tenta descobrir o que deu errado. 

Você pode se perguntar se foi dormir tarde demais, se o seu quarto estava muito quente ou se precisa trocar o travesseiro. 

No entanto, você pode estar procurando respostas em todos os lugares errados. Se você deseja uma boa noite de sono, precisa estabelecer as bases a partir do momento em que acordar.

Neste artigo, você aprenderá exatamente o que deve fazer de manhã, tarde e noite para otimizar seu precioso tempo de sono. 

Implemente as etapas deste artigo e você acordará se sentindo muito mais energético todas as manhãs.

1 – Faça suas manhãs valerem

Faça-suas-manhãs-valerem

Vamos começar do começo – o botão de soneca. 

Sua missão é parar de usá-lo para atrasar a saída da cama, porque tudo o que faz é confundir seu corpo. 

É muito melhor acordar exatamente à mesma hora todos os dias, para estabelecer um padrão regular de sono.

Se você precisar de um impulso extra para acordar de manhã, fazer algumas perguntas simples sobre o dia seguinte pode fazer toda a diferença.

Resista à tentação de tomar uma xícara de café logo após acordar . Espere até as 10h antes de tomar sua primeira dose de cafeína, porque é quando seus níveis de cortisol e energia começam a diminuir. 

No entanto, você definitivamente deve tomar um bom café da manhã. 

Comer uma refeição rica em proteínas e carboidratos no mesmo horário todos os dias ajuda a regular seu ritmo circadiano. 

Com um pouco de previsão e criatividade, qualquer pessoa pode preparar um café da manhã rápido e saudável. Também existem muitas opções veganas saborosas por aí.

2 – Mantenha o ritmo durante a tarde

Mantenha-o-ritmo-durante-a-tarde

Escolha o seu almoço com cuidado.

Evite consumir muitos carboidratos, pois eles farão você ficar sonolento à tarde e atrapalharão seu ciclo de sono. 

Reduzir os carboidratos na hora do almoço pode significar fazer alguns ajustes, mas há muitas soluções de almoço com baixo e sem carboidratos que você pode tentar. 

Se você ainda sentir a necessidade de cochilar, mantenha-os curtos. 

À medida que a tarde passa, você precisa resistir à tentação de comer muitos carboidratos e proteínas, porque isso faz com que seu corpo se prepare para a ação, em vez de descansar.

3 – Como se preparar para dormir à noite

Como-se-preparar-para-dormir-à-noite

A regra de ouro é ir para a cama todas as noites no mesmo horário, pois isso preserva seu ritmo circadiano. 

Evite gorduras saturadas, principalmente à noite, porque as pesquisas indicam que elas têm um efeito adverso no seu ciclo do sono. 

Meditar antes de dormir irá ajudá-lo a relaxar e preparar seu corpo para um descanso de alta qualidade. 

Finalmente, dormir em um quarto mais frio também ajudará a garantir um sono profundo.

4 – Pequenos hacks para ajudá-lo a dormir a noite toda

Pequenos-hacks-para-ajudá-lo-a-dormir-a-noite-toda

Se você sofre de ansiedade ou insônia, pode querer investir em um cobertor ponderado – a pesquisa mostra que eles ajudam as pessoas com essas condições a ter uma melhor noite de sono. 

Sua posição de dormir também pode ter um impacto direto em como você se sente no dia seguinte. 

Especificamente, dormir do lado esquerdo beneficia o coração, as costas e o sistema digestivo. 

Por fim, pense no que você veste na cama. 

Você sabia que as pessoas que dormem nuas obtêm inúmeros benefícios à saúde, como taxas mais baixas de doenças de pele e um risco reduzido de diabetes tipo 2? 

Além disso, facilita a vida. Você terá menos itens para lavar a cada semana!

Siga estas etapas para aproveitar a melhor noite de sono da sua vida. 

Um bom descanso é essencial para a saúde mental e física; portanto, vale a pena reservar um tempo para revisar sua higiene do sono.

A verdade feia sobre o óleo vegetal e como você pode evitá-lo

O óleo é saudável ou não?

Se você é como a maioria das pessoas, sua resposta será prejudicial.

Associamos o óleo à gordura e tememos que isso nos faça ganhar peso. Pensamos que muito óleo pode causar todos os tipos de doenças prejudiciais.

Isso é verdade, mas não nos dá a história completa.

A maioria das opiniões negativas que temos sobre o óleo é baseada em óleos vegetais altamente processados, que são frequentemente usados ​​em fast food, restaurantes e alimentos de conveniência.

Embora esses óleos vegetais possam ser ruins para você, eles não são as únicas opções.

Continue lendo para descobrir exatamente o que há de errado com o óleo vegetal e o que você deve usar.

Espere … o que há de errado com óleo vegetal?

Existem vários tipos diferentes de óleo vegetal, que incluem:

  • Milho
  • Girassol
  • Canola
  • Soja

Ao contrário dos óleos mais naturais, que podem ser obtidos pressionando, os óleos vegetais são obtidos através de um processo químico complexo.

Esse processo envolve o aquecimento de sementes a altas temperaturas, o processamento com um solvente de óleo, a adição de ácido e o uso de produtos químicos desodorizantes.

Não parece tão atraente, não é?

Foi demonstrado que o cozimento com óleos vegetais pode liberar substâncias químicas tóxicas que estão ligadas ao câncer, doenças cardíacas e demência.

Muitos óleos vegetais contêm grandes quantidades de gorduras trans, que estão ligadas à obesidade e a várias doenças, incluindo doenças cardiovasculares. Eles também podem aumentar o risco de doenças como asma e eczema.

Isso está tirando você do óleo?

Não se desespere.

Listamos muitas alternativas saudáveis ​​e deliciosas ao óleo vegetal abaixo.

Como sei qual óleo saudável devo usar?

Se você está procurando uma gordura saudável para substituir o óleo vegetal, está no lugar certo.

Os óleos abaixo de cada um têm benefícios diferentes e podem ser usados ​​para cozinhar, fritar, assar, molhos para salada e muito mais.

Leia para obter detalhes completos sobre cada gordura saudável.

1. Azeite

Azeite

O azeite é prensado a partir de azeitonas inteiras e está disponível em algumas variedades diferentes.

Azeite extra virgem: tem um sabor frutado, tem baixo teor de ácido e é ideal para regar em saladas.

Azeite virgem: tem um sabor agradável e é relativamente baixo em ácido. Pode ser usado para cozinhar ou em saladas.

Azeite: Uma mistura de azeite refinado e virgem. Menos saboroso que as outras opções, adequado para todos os fins.

O azeite tem muitos benefícios para a saúde, como:

  • Ajuda a proteger contra doenças cardíacas
  • Ajuda a prevenir derrames
  • Propriedades anti-inflamatórias
  • Propriedades antibacterianas

Para maiores benefícios à saúde, escolha azeite virgem extra.

2. Óleo de coco

Óleo-de-coco

O óleo de coco está se tornando realmente popular, e é fácil entender o porquê. Ele contém gorduras saudáveis ​​chamadas ácidos graxos de cadeia média, que são:

  • Fácil de digerir
  • Convertido em energia, em vez de armazenado como gordura
  • Antifúngico e antimicrobiano

Há evidências que sugerem que o óleo de coco pode ajudar a manter o fígado saudável, reduzir o risco de doenças cardíacas e estimular o sistema imunológico.

3. Óleo de abacate

Óleo-de-abacate

O óleo de abacate não está apenas na moda – ele também traz alguns benefícios de saúde realmente únicos.

Esses incluem:

  • É rico em vitamina E
  • Ajuda seu corpo a absorver nutrientes
  • Reduz a inflamação
  • Abaixa a pressão sanguínea

O óleo de abacate tem um sabor único e é ideal para criar saladas saborosas.

4. Óleo de gergelim

Óleo-de-gergelim

O óleo de gergelim é uma alternativa saudável aos óleos vegetais comuns e é comumente usado na culinária chinesa e japonesa.

Os benefícios do óleo de gergelim incluem:

  • Pele e cabelos saudáveis
  • Mantem o coração saudável
  • Melhora a circulação e o metabolismo
  • Ajuda o crescimento ósseo

5. Óleo de linhaça

Óleo-de-linhaça

O óleo de linhaça é bastante especial, pois é carregado com ácidos graxos ômega-3. Como esses ácidos são geralmente encontrados em peixes, é uma ótima opção se você é vegetariano ou vegano.

O óleo de linhaça também pode:

  • Ajudar a perda de peso
  • Reduzir problemas digestivos
  • Aumentar a produção de colágeno
  • Reduzir o eczema

Embora os óleos saudáveis ​​possam ser bons para você em pequenas quantidades, ainda é importante observar sua ingestão. 

Muito de qualquer tipo de óleo pode ser ruim para o corpo, por isso não se esqueça das quantidades diárias recomendadas.

Você não precisa desistir do óleo para ser saudável – basta escolher sabiamente.

A meditação guiada da manhã para iniciantes (que vai mudar o seu dia)

Tenho certeza de que você já ouviu ou leu sobre os benefícios de ter uma rotina de meditação, mas ainda pode se sentir um pouco hesitante em começar, porque acha o conceito de meditar muito assustador ou acha que precisa de muito tempo para praticar meditação.

Ou talvez você tenha tentado algumas vezes, mas foi frustrante porque sentiu sua mente transbordar de pensamentos e talvez se sentiu oprimido e provavelmente disse a si mesmo que não é bom nisso.

Neste artigo, compartilharei conceitos básicos sobre o real objetivo da meditação, os benefícios de incorporar essa prática sagrada à sua vida e dicas simples a seguir, para que você possa eliminar os obstáculos à sua prática diária e aprender alguns exercícios básicos de prática que fará uma enorme diferença positiva em sua vida.

Seu corpo e mente na meditação da manhã

Seu-corpo-e-mente-na-meditação-da-manhã

A meditação é uma ótima ferramenta para manter um equilíbrio saudável do diálogo entre sua mente e seu corpo. 

É uma técnica simples que você pode praticar a qualquer momento e em qualquer lugar para aliviar o estresse. 

Assim como o exercício físico, quanto mais você pratica, mais benefícios notará e mais eles durarão – tanto na mente quanto no corpo.

Um estudo da American Psychological Association relatou que 40% das pessoas pesquisadas relataram comer demais ou comer alimentos não saudáveis ​​como resultado do estresse, enquanto 46% disseram que ficam acordadas à noite devido aos altos níveis de estresse.

Aqui está a coisa: Você pode se concentrar em comer de forma mais saudável, se exercitar com mais frequência, dormir mais, usar produtos naturais em sua pele, mas se você não cuidar da sua mente, ainda se sentirá desequilibrado em sua vida .

A meditação faz você ter um corpo mais limpo e uma mente mais clara:

Benefícios-da-meditação

Pesquisas mostraram que meditar pode ajudar a diminuir os níveis de estresse e ansiedade que, por sua vez, diminui a inflamação em nossos corpos, reduz a pressão sanguínea, melhora a atenção, melhora nosso sono, ajuda-nos a fazer escolhas mais inteligentes e a regular nossos pensamentos.

A meditação ajuda a reduzir o estresse, mas um grande benefício é que você encontrará paz interior, a paz sobre a qual as tradições espirituais falam e que passa por todo entendimento. 

Um dos maiores objetivos da meditação é que você se sintonize e se conecte ao seu centro, para entrar em contato com a energia da “unidade”.

A meditação é uma maneira de entrar no espaço entre seus pensamentos. 

Você tem um pensamento aqui, um pensamento ali e há pouco espaço entre todo pensamento chamado de quietude – esse espaço é a porta de entrada para a mente infinita e esse sentimento de conexão divina.

Eliminando os obstáculos da meditação matinal

Os obstáculos mais comuns à meditação são os que criamos a nós mesmos, mesmo que às vezes não tenhamos consciência.

Aqui estão algumas das maneiras mais comuns de resistir a iniciar uma nova prática de meditação e o que fazer com ela:

“Eu não tenho tempo.”

Há um equívoco de que você precisa se sentar para meditar por pelo menos 30 minutos a uma hora. 

Você pode começar sua prática diária investindo de 5 minutos a uma hora. Você pode definir as regras para si mesmo! Você só precisa se comprometer em começar.

Comece pequeno e, à medida que pratica com mais consistência, posso lhe dizer que você começará a adicionar mais tempo à sua prática.

“Eu não posso ficar parado.”

Faça meditação à sua maneira. Algumas pessoas não gostam de sentar, mas gostam de meditar a pé.

Pesquisas sugerem uma meditação de caminhada de 10 minutos, envolvendo 1 minuto de atenção a cada um dos sentimentos do seu corpo enquanto caminha, a sensação da respiração, as sensações de ar ou vento na pele, o que você pode ouvir e o que você pode ver.

“Minha mente nunca para.”

É normal sentir frustração enquanto aprende a meditar. Mudar suas expectativas ajudará a superar esse obstáculo.

Sempre foque em melhorias incrementais sutis. Uma grande conquista é entender gradualmente sua mente e aprender a mudar o pensamento negativo.

Técnicas básicas de meditação matinal

Técnicas-básicas-de-meditação-matinal

Toda boa prática de meditação começa com a descoberta do que funciona melhor para você. 

Lembre-se, não há maneira certa ou errada de meditar, pois existem diferentes técnicas ou estilos de meditação.

Aqui estão alguns deles:

  • Meditação da respiração – Você pode usar essa técnica sozinha como meditação para acalmar sua mente e reduzir as distrações. Simplesmente concentre sua atenção na respiração, na inspiração e na expiração.
  • Olhe para uma vela– Isso é ótimo se você achar difícil focar. Apenas acenda uma vela e olhe para ela. Sua atenção será mantida. Se sua mente tiver pensamentos, agradeça-os e volte a encarar a vela.
  • Meditação de mantra – Repetir palavras pode ajudá-lo a encontrar calma e foco. 
  • Meditação guiada – Existem muitos recursos online que orientam meditações e música para ajudá-lo a relaxar. Basta pesquisar no Google “meditação guiada” e você encontrará muitos recursos.
  • Meditação a pé – Abordamos a questão acima – uma meditação a pé de 10 minutos, que envolve 1 minuto de atenção a cada um dos sentimentos do seu corpo enquanto caminha, a sensação da respiração, as sensações de ar ou vento na pele, o que você pode ouvir e o que você pode ver.
  • Meditação da atenção plena – Atenção plena é reconhecer o que está acontecendo no momento presente, incluindo o que está surgindo e passando. Isso inclui pensamentos, sons, sentimentos no corpo e qualquer outra coisa presente. A ideia é apenas observar sem julgamento e permanecer aberto e consciente.

Experimente técnicas diferentes e siga o que funciona melhor para você.

A meditação guiada da manhã

A-meditação-guiada-da-manhã

Se você nunca meditou antes ou se não medita há muito tempo, recomendo que comece com 5 a 10 minutos. Com a prática, você poderá ficar sentado por períodos mais longos.

Você pode definir uma intenção antes de começar, mas comece sua prática sem apego a nenhum resultado específico ou como deve ser sua prática de meditação. 

Basta estar aberto para experimentar o que você deve receber de todas as práticas.

A melhor hora para meditar é de manhã cedo (antes do café ou do chá) , assim você se prepara para um começo tranquilo do seu dia. Siga estas etapas simples para começar a praticar meditação:

  1. Encontre um lugar que será o seu espaço sagrado para meditação. Tente escolher uma sala livre de muito ruído ou distração e deixe-a aconchegante. Você pode adicionar música de fundo relaxante, acender uma vela e / ou incenso ou difundir um óleo essencial relaxante.
  2. Escolha uma hora. Faça da meditação uma prioridade, marque um encontro consigo mesmo e pratique no mesmo horário todos os dias e veja isso como alimentar sua alma. Algumas pessoas gostam de meditar logo antes de irem para a cama. Isso ajudará você a dormir mais profundamente.
  3. Use roupas confortáveis
  4. Sente-se confortavelmente. Você pode sentar em uma almofada no chão, no sofá ou em uma cadeira. Tente ter encosto para manter as costas eretas. Você não precisa tentar posturas de iogue chiques no começo. Não se deite, porque provavelmente você vai cair no sono. Apenas sente-se imóvel e reto.
  5. Defina um cronômetro.
  6. Sempre comece sua prática de meditação com 5 a 7 respirações profundas e longas e lentas, para poder começar a liberar a tensão.
  7. Então comece a focar sua mente em um objeto. Pode ser a chama de uma vela, sua respiração ou repetição de um mantra como “eu sou”.
  8. Apenas saiba que você terá pensamentos, poderá sentir sensações no corpo e ouvir sons no ambiente. Está tudo normal. Sempre que você se conscientizar disso, volte ao objeto em que estava se concentrando ou volte a prestar atenção à sua respiração novamente ou a repetir seu mantra, mas faça-o mentalmente sem mexer os lábios e a língua.

Mesmo se você sentir que não realizou muito com sua prática em um dia específico, seja consistente. 

Honre-se e reconheça-se por dedicar algum tempo à prática. Mesmo que você sinta que os efeitos não são óbvios, agradeça sua prática e, em pouco tempo, ficará feliz por ter começado!

Como perder gordura e ganhar massa muscular para ver resultados rapidamente

Há muita confusão, mistério e desespero sobre como eliminar o excesso de gordura e aumentar a massa muscular. 

Aplaudimos imagens de transformação corporal que vemos no Instagram, Facebook e capas de revistas.

Bem, meus colegas leitores, esse mistério acabou porque eu vou lhe dizer exatamente como alcançar esses resultados neste artigo.

A jornada para chegar lá é simples, mas não é fácil. A maioria das pessoas desiste muito cedo no jogo quando para de fazer progressos visíveis.

Antes de descrever as etapas de como perder gordura e ganhar massa muscular, quero destacar os benefícios sociais e pessoais que você experimentará quando chegar ao outro lado, na esperança de que isso o motive a continuar até chegar os resultados desejados.

Benefícios sociais e pessoais da perda de gordura e ganho muscular

1. Aumenta nossa confiança e capital social

Além de ver mudanças no espelho, um aumento na confiança é a maior mudança que as pessoas experimentam quando começam a levantar pesos.

Em vez de usar roupas para esconder seus corpos, elas começam a se vestir de maneira diferente. Elas ficam mais confortáveis ​​em vestir roupas do tamanho certo para elas e exibem seus músculos duramente conquistados.

Muitos de nós passamos por uma fase de ansiedade social e extrema insegurança durante os anos escolares que nos seguem até a idade adulta. 

Mas quando começamos a levantar pesos, esse sentimento de autoconsciência desaparece e notamos que as pessoas começam a nos tratar de maneira diferente.

2. Maior disciplina para alcançar nossos objetivos

As transformações corporais não acontecem da noite para o dia.

Você não obtém resultados comendo bem apenas uma vez por dia ou indo à academia uma vez por semana. 

Quando você se compromete com a jornada, entende a importância de criar os hábitos certos e ter a disciplina necessária.

Não se trata de força de vontade, mas de ter o foco de desenvolver um conjunto consistente de ações que o aproximem de seus objetivos. 

Depois que um hábito é desenvolvido, eles seguem no piloto automático, exigindo pouca ou nenhuma força de vontade.

Disciplina consistente é algo que se desenvolve ao longo da jornada e o que todas as pessoas de sucesso têm em comum.

3. Uma fonte de alívio do estresse

Para quem gosta de se exercitar, a academia é considerada um santuário e uma saída para aliviar o estresse.

Uma das razões pelas quais me apaixonei por levantar pesos é porque consigo me concentrar completamente em uma coisa de cada vez e experimentar um estado de fluxo. 

É o lugar onde eu me concentro apenas em mim e como me sinto, esquecendo minha vida fora da academia.

O treino é uma das melhores maneiras de aliviar o estresse e melhorar sua saúde após um dia ruim. Ninguém nunca disse que me arrependo de malhar!

4. Estética

A melhor parte dessa jornada e, geralmente, a principal razão pela qual começamos é para podermos amar o que vemos no espelho novamente.

Os braços flácidos se transformam em braços e ombros definidos e fortes que adoramos mostrar.

Nossa barriga se transforma em uma barriga tonificada e firme que podemos mostrar na praia.

Começamos a nos sentir incríveis sobre nossos corpos novamente!

Levantar pesos faz você se sentir atraente e se sentir atraente faz você se sentir confiante. Pela primeira vez, começamos a nos identificar como fortes e nos sentimos sexy!

Subindo rapidamente seu metabolismo para perder gordura

Subindo-rapidamente-seu-metabolismo-para-perder-gordura

A capacidade de perder gordura e ganhar músculos ao mesmo tempo é um dos maiores mal-entendidos das transformações corporais, porque são processos metabólicos opostos.

Para perder gordura, você deve comer com um déficit calórico; e para ganhar massa muscular, você deve ter um excedente calórico, mas não pode fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

Quando você olha para as fotos, parece que isso pode ser feito simultaneamente; mas o que realmente está acontecendo é uma mudança nas porcentagens de gordura e músculo.

Se o seu peso permanecer o mesmo durante a jornada e a gordura corporal diminuir, o percentual de massa muscular magra aumentará automaticamente por padrão. 

Você não ganhou nenhum músculo, mas suas porcentagens de gordura e proporção de músculo mudaram.

Calculando suas calorias para perder gordura

Existem muitas calculadoras de calorias boas por aí que fornecerão uma estimativa de quanto comer para começar a perder gordura. 

Geralmente corte cerca de 10 a 15% de suas calorias TDEE para iniciar o processo.

Lembre-se de que as calculadoras são apenas uma estimativa. Cabe a você acompanhar suas medições e ajustar sua ingestão calórica para garantir que você esteja obtendo os resultados que procura e modificar suas calorias, caso não esteja.

As calculadoras de metabolismo levam em consideração quatro maneiras diferentes pelas quais seu corpo queima calorias para gerar seu gasto energético diário total (TDEE) ou quantas calorias você queima em um dia. 

As quatro maneiras diferentes são a taxa metabólica em repouso, o efeito térmico da comida, o efeito térmico da atividade e a termogênese da atividade não exercitada.

Taxa metabólica em repouso (RMR)

Esse é o metabolismo da linha de base em repouso ou quantas calorias seu corpo precisa para sobreviver se você passar o dia inteiro deitado na cama acordado.

O RMR representa cerca de 60 a 75% do seu gasto diário total de energia. Seu RMR é determinado principalmente por quanto você pesa. 

Uma pessoa mais pesada tem um RMR mais alto do que uma pessoa mais leve, mesmo que a pessoa mais leve tenha uma massa muscular magra mais alta porque o metabolismo muscular apenas contribui para cerca de 20% do gasto total de energia RMR.

Efeito Térmico dos Alimentos (TEF)

Você já ouviu falar que, para perder peso e ganhar músculos, você deve ingerir muita proteína. Isso é verdade por vários motivos:

  • O aumento da proteína em sua dieta diminui automaticamente a ingestão de outros tipos de alimentos, como carboidratos processados.
  • A proteína aumenta a saciedade, para que você nunca se sinta privado ao cortar e comer menos calorias.
  • Os blocos de construção para os músculos são encontrados na proteína. As fontes animais de proteína são uma fonte mais completa de proteína versus proteína vegetal. Uma dieta de apenas proteínas vegetais exigirá o consumo de uma grande variedade de fontes para obter os nutrientes equivalentes encontrados na proteína animal.
  • A proteína tem um alto TEF. Cerca de 30% das calorias ingeridas com proteínas são queimadas durante o processo de digestão, o que inclui a absorção e a remoção de resíduos. Comer mais proteínas em oposição a outras macros aumenta a quantidade de calorias queimadas durante a digestão. É por isso que você se sente mais satisfeito com uma dieta mais rica em proteínas.

Efeito Térmico da Atividade (TEA)

As calorias queimadas no TEA são relativamente menores em toda a sua equação TDEE. CHÁ é qualquer caloria queimada durante o exercício oficial, como ir à academia, aula de aeróbica ou correr. Ele cobre qualquer exercício que você faça fora de suas atividades normais.

Termogênese de Atividade Não-Exercício (NEAT)

As calorias queimadas no NEAT são o grande fator de mudança para a maioria das pessoas e podem variar até 2000 calorias queimadas por dia entre pessoas com RMRs idênticas.

Para a maioria de nós, quando terminamos os exercícios do dia, não fazemos muito mais pelo movimento. 

Passamos cerca de 1 hora na academia e, em vez de usar as outras 15 horas acordadas como uma oportunidade de mover e queimar mais calorias, passamos a sessão (dormimos por 8 horas).

É assim que pode haver uma diferença tão grande entre a quantidade de calorias queimadas entre duas pessoas que têm o mesmo RMR.

Fora do treino de academia, qualquer movimento adicional do corpo conta para queimar calorias adicionais. 

A maneira mais rápida de adicionar isso ao seu dia é tornar tudo o que você faz o mais inconveniente possível.

Exemplos de atividades inconvenientes que contam para a NEAT incluem,

  • Subir as escadas contra o elevador
  • Estacionar mais longe
  • Levantar-se para mudar de canal de TV ao invés de usar o controle remoto
  • Andar de um lado para o outro em vez de sentar.

Aumentar o seu NEAT ajuda bastante a queimar calorias mais rapidamente, levando a uma perda de gordura mais rápida.

Práticas recomendadas para acompanhar suas medições

Durante a sua jornada, você também deseja ter as ferramentas certas para medir sua perda de gordura, como pinças ou obter com mais precisão uma digitalização DEXA.  Inclua medições de partes do corpo também.

As medições regulares mantêm você motivado, pois pode ser frustrante se você não notar nenhuma alteração no espelho.

As medições também garantem que você não saia do curso durante sua jornada.

As leis de construção muscular

As-leis-de-construção-muscular

Parabéns por chegar ao estágio em que você deseja tonificar e obter alguma definição!

Primeiro, você deseja aumentar sua ingestão de calorias.

Com base no seu TDEE, você deseja adicionar cerca de 10% mais calorias como ponto de partida. 

Isso é calorias suficientes para construir músculos e qualquer excesso pode levar ao armazenamento de gordura se você não estiver treinando o suficiente ou não estiver ativo o suficiente.

Novamente, certifique-se de acompanhar suas medições e ajustar suas calorias, se necessário.

Segundo, siga um programa de construção muscular que você possa sustentar por pelo menos 3-6 meses.

A consistência é a chave para a construção de músculos, porque eles precisam ser estimulados e quebrados regularmente para se recuperar. 

Você deseja treinar com força pelo menos duas vezes por semana durante pelo menos uma hora a cada vez para começar a obter resultados.

É claro que mais frequentemente é melhor, mas requer um melhor planejamento e um plano de treinamento de partes do corpo mais complicado. 

Portanto, comece simples se você é um novato. Não é necessário treinar 6X por semana, a menos que você esteja treinando para uma competição.

Lei # 1 – Sobrecarga progressiva

Músculo precisa ser desafiado para crescer. Você precisa aumentar gradualmente e consistentemente a quantidade de carga e volume que está levantando.

Carga significa a quantidade de peso que você está levantando. Até certo ponto, torna-se irrealista continuar adicionando quilos a cada exercício todas as semanas, momento em que você precisa trocar de exercício e trabalhar nos pontos mais fracos para quebrar esse platô.

Mas o objetivo com carga é continuar aumentando a quantidade de peso que você levanta.

Aumentar o volume que você faz é outro método para sobrecarga progressiva. 

Volume significa o número total de repetições para esse exercício específico. Se você estiver fazendo 3 séries de 12 repetições, significa que você fez um total de 36 repetições.

Mas aumentar o volume não significa fazer repetições super altas de mais de 20 anos, a menos que você esteja treinando seus músculos para resistência versus força.

Você deseja usar um peso desafiador e poder levantá-lo mais a cada semana, com o aumento de repetições e séries.

Lei # 2 – Intensidade do treinamento

É necessário prestar atenção ao que você está fazendo se você deseja construir músculos porque deseja construir e melhorar a conexão muscular da mente para otimizar o crescimento.

Uma conexão corpo-mente saudável significa que você poderá sentir melhor seus músculos trabalhando durante cada levantamento. 

Você quer se concentrar em melhorar as contrações excêntricas e concêntricas que levam a pequenas rupturas musculares que serão reconstruídas para músculos mais fortes.

Você sabe que escolheu o peso certo quando as últimas 2 a 3 repetições do intervalo de repetições pretendidas são desafiadoras. 

Na ocasião, você deseja superar a queimadura e a fadiga muscular nas últimas repetições.

Esse pouco de esforço extra e superando o desconforto é a diferença entre um corpo médio e um corpo com mais definição. 

Levantar quase ao fracasso aumenta o recrutamento muscular, o estresse metabólico e o recrutamento anabólico para aumentar os músculos.

Lei # 3 – Recuperação adequada

Este é o aspecto mais esquecido da construção de músculos. 

Nós nos concentramos demais em refeições pré / pós-treino, ajustes de macro e suplementos, esquecendo que já temos a melhor ferramenta para recuperação – nosso próprio corpo.

Para melhores práticas de recuperação, aguarde pelo menos um dia, mas não mais que 3 dias de descanso entre exercícios que estressam o mesmo grupo muscular. 

O excesso de treinamento resulta em diminuição da capacidade de exercício, possivelmente lesões e doenças.

Lembre-se de que os músculos são quebrados na academia e construídos fora dela durante a recuperação.

Durma de 7 a 8 horas e tenha em mente seus níveis de estresse para otimizar o tempo de recuperação. 

A falta de sono e o excesso de estresse aumentam os níveis de cortisol, levando a desejos de fome, diminuindo a regulação da queima de gordura e envelhecimento mais rápido.

Lei # 4 – Pare de pular de programa

Todos os dias, há novos exercícios, novos programas em um site, em uma revista ou em seu feed de mídia social. 

Não é à toa que estamos tentados a experimentar um pouco de tudo!

O salto freqüente do programa impede que você obtenha resultados.

Quando você muda de programa com muita frequência, não progride em cada exercício. 

Torna-se difícil avaliar se você está ficando mais forte ou até obtendo resultados porque não está dando tempo suficiente para que seu corpo se adapte.

Força e construção muscular é um conjunto de habilidades que precisa ser praticado de forma consistente para progredir. 

Se você não permanecer nele por tempo suficiente, não terá dados suficientes para acompanhar seu progresso. Sem informações suficientes, você não pode dizer o que está funcionando e o que não está funcionando para o seu corpo.

Os levantadores de peso iniciantes são capazes de manter o mesmo programa por muitos meses antes de precisar alterá-lo, seguindo a Lei nº 1 – Sobrecarga progressiva.

Força é uma habilidade que precisa ser construída e desenvolvida praticando-a de forma consistente. 

Se você estiver alterando o conjunto de habilidades com muita frequência, não saberá se está melhorando; e, portanto, diminuindo os ganhos musculares futuros.

Conclusão

Os passos para perder gordura e ganhar músculos são simples, mas a jornada para chegar lá não é.

Rastrear e medir suas calorias é a maneira mais rápida de perder gordura, além de aumentar seu nível de atividade fora da academia. 

Ter um corpo mais forte e tonificado pode ser seu quando você segue as leis de construção muscular de maneira consistente.

A aplicação desses métodos garantirá que você obtenha os resultados desejados! 

Continue no caminho e continue trabalhando em direção ao seu objetivo até chegar ao seu destino com os resultados que deseja. Você consegue!

Dieta de Construção Muscular: Como comer para perder gordura e construir massa muscular

Neste artigo, compartilharei com vocês o que aprendi sobre a dieta de fortalecimento muscular para fortalecer a massa magra e perder gordura.

Uma dieta e treino para construção muscular

O que você acha que é mais importante para construir um corpo que você deseja, sua dieta ou seus exercícios?

Muitos dizem que é 80% dieta e 20% exercícios. Como personal trainer experiente, eu digo que é 100% cada. Para obter os resultados desejados, sua dieta deve se alinhar aos seus exercícios.

Você não pode esperar obter ótimos resultados se treinar duro na academia, mas comer apenas porcaria. 

Uma dieta ruim se traduzirá em um treino ruim, que não fornecerá a energia e a intensidade necessárias para obter resultados. 

Ao comer uma dieta saudável, você pode treinar duro na academia e se recuperar adequadamente para construir músculos.

Da mesma forma, você pode comer 100% limpo e saudável, mas se não estiver treinando na academia várias vezes por semana com intensidade suficiente, não estará estressando os músculos o suficiente para fazê-los crescer.

Portanto, dieta e treinamento são igualmente importantes para o crescimento muscular ideal e a perda de gordura.

Sua ingestão calórica

Sua-ingestão-calórica

O Santo Graal da transformação do corpo é ser capaz de perder gordura e construir músculos ao mesmo tempo. 

Somos inspirados pelas transformações surpreendentes que vemos na internet e achamos que todos alcançaram seus resultados transformando uma célula adiposa em uma célula muscular.

As transformações bem-sucedidas do corpo começam com a compreensão um pouco sobre como seu corpo funciona.

Para que a perda de gordura ocorra, você deve queimar mais calorias do que come. Quando suas células adiposas começam a encolher, seu corpo metaboliza o excesso de gordura, reduzindo a gordura corporal.

A construção muscular acontece quando você ingere calorias em excesso. As calorias extras ajudarão a aumentar o tamanho das fibras musculares, para que você gradualmente fique mais forte e aumente seu metabolismo geral.

Você pode estar se perguntando como deve perder gordura e construir músculos magros ao mesmo tempo? A verdade honesta é que você não pode. Eles são processos metabólicos opostos.

Se você deseja perder gordura e construir músculos magros, escolha com qual deles começar. Minha recomendação é que, se você é uma mulher com mais de 30% de gordura corporal ou um homem com mais de 20% de gordura corporal, seu primeiro objetivo deve ser perder gordura.

Ter uma camada de gordura muitas vezes mascara os ganhos musculares que você obtém da academia. Parece que você está ficando maior e mais macio, em vez de mais magro e definido, à medida que adiciona músculos ao seu corpo.

Além disso, como você come excedente calórico para construir músculos, inevitavelmente também engorda. É apenas a natureza da construção de músculos, a menos que você seja extremamente meticuloso sobre suas calorias.

Para perder gordura, calcule quantas calorias seu corpo está queimando e corte entre 10 a 15% das calorias para iniciar o processo de perda de gordura.

Para construir músculos, adicione 10-15% adicionais das calorias da sua queima calórica atual à sua dieta. Monitore seu peso e gordura corporal para garantir que você não esteja acumulando muita gordura durante esse período.

Proteína – Seu macronutriente de construção muscular

Proteína-Seu-macronutriente-de-construção-muscular

Esse macronutriente que faltava na minha dieta foi a razão da minha falta de resultados.

Na época, eu não entendia a importância da proteína até que meu treinador de força me fez comer 175 gramas de proteína todos os dias na última fase da minha transformação. 

Foi uma luta enorme comer tanta proteína principalmente porque eu comia muito pouco nas minhas refeições. 

Eu realmente tive que me concentrar em planejar minhas refeições para atender a esses requisitos todos os dias.

A longo prazo, aumentar meu consumo de proteína valeu a pena porque caí de 30% de gordura corporal para 22% em questão de meses, sem passar fome ou ter fome.

Adicionar mais proteína em sua dieta pode beneficiá-lo de várias maneiras, conforme listado abaixo:

  • Aumenta a saciedade. Uma grande razão pela qual as pessoas abandonam a dieta e abandonam suas dietas é porque estão com fome o tempo todo. Com restrições alimentares e restrições calóricas, a mentalidade de se sentir privado todos os dias leva a um aumento da fome. Adicionar uma quantidade substancial de proteína a cada refeição fará com que você se sinta satisfeito e mantenha a fome sob controle.
  • Aumenta o seu metabolismo. Sim, você leu certo! Dos três macronutrientes – proteína, gordura e carboidratos, a proteína tem o maior efeito termogênico. Tudo o que você come requer energia para digerir, armazenar e absorver os nutrientes e descartar o que sobrar. A digestão da proteína consome mais energia dos três, portanto cerca de 30% da proteína ingerida é queimada no processo de digestão. Quão incrível é isso?
  • Construir e reter massa muscular. O músculo em si é metabolicamente caro de manter. Custa muita energia e calorias, não apenas para construir músculos, mas também para mantê-los porque é um tecido ativo. A proteína é um macronutriente que seu corpo não pode armazenar. É por isso que é vital que você coma proteínas o tempo todo para apoiar o crescimento e o reparo muscular. Sem proteína, seu corpo será incapaz de construir novos músculos que você está quebrando na academia.

Quanta proteína você deve comer?

Quanta-proteína-você-deve-comer

Os requisitos dietéticos recomendados (RDA) para proteínas estão em modestos 0,8 g / kg de peso corporal por dia.

 Isso significa que, se você pesa 60 quilos, isso significa comer no mínimo 47g de proteína ou cerca de 2 peitos de frango pequenos por dia.

Esse requisito de RDA é o mínimo necessário de consumo de proteína e baseia-se no indivíduo sedentário médio. 

Se você não se exercita e senta por mais de 8 horas por dia, a recomendação da RDA é perfeita para você e não há razão para você precisar comer mais proteína.

Descobri, ao treinar clientes, que uma maior ingestão de proteínas se traduz em uma perda mais rápida de gordura e um metabolismo mais alto do que uma menor ingestão de proteínas, mesmo que você não treine de força. 

Só adicionando mais proteína à sua dieta faz com que você coma menos, o que resulta em perda de peso.

Para aumentar a perda de massa muscular e gordura, eu recomendaria que cerca de 40% de suas calorias totais sejam provenientes de proteínas ou cerca de 1 grama de proteína por peso corporal em libras.

Se você é novo em ingerir tanta proteína, comece adicionando cerca de 25 a 30 gramas de proteína por refeição e trabalhe até incluir lanches de proteína ou até mesmo shakes de proteína para atender às suas necessidades diárias fora das refeições.

Quais são as boas fontes de proteína?

Quais-são-as-boas-fontes-de-proteína

Você pode começar a prejudicar sua ingestão de proteínas tomando um grande café da manhã. 

A maioria das pessoas come muitos carboidratos no café da manhã, como aveia, um pãozinho, um smoothie ou um bolinho de algum tipo e sente fome antes do almoço.

Em vez disso, troque seu café da manhã com opções de alta proteína, como ovos inteiros, iogurte grego, salmão defumado ou jogue uma colher de proteína em pó em seu smoothie ou aveia.

As fontes de proteína animal são fontes completas de proteína e serão a proteína de melhor qualidade para sua dieta, pois contêm altas fontes de lisina, que é o aminoácido essencial para a construção dos músculos. 

Certifique-se de obter sua proteína de diferentes fontes para obter diferentes micronutrientes e minerais.

Para quem é vegano ou se inclina para uma dieta mais vegetariana, ainda existem muitas opções, mas será mais desafiador porque a maioria das plantas não é uma fonte completa de proteína. 

A soja e seus produtos como tofu, tempeh e edamame são exemplos de uma proteína vegetal completa. 

Outros exemplos de fontes vegetarianas de proteína são quinoa, feijão e nozes. 

Novamente, você deseja variar suas fontes de proteína para obter diferentes vitaminas e minerais de sua comida.

Suplementar ou não suplementar?

Suplementar-ou-não-suplementar

A pergunta mais popular que surge quando as pessoas pensam em construir músculos é que tipo de suplemento de proteína comprar.

Minha recomendação é tentar o seu melhor para obter proteínas de fontes alimentares primeiro, porque elas são uma fonte natural de aminoácidos, minerais e micronutrientes. 

Comer a proteína versus beber a proteína ajudará a mantê-lo cheio por mais tempo, porque seu corpo precisa quebrar a comida, pois apenas um shake de proteína passa.

Mas há momentos em que você está em movimento e simplesmente não tem tempo para sentar e comer. 

Nesse caso, um shake de proteína seria uma boa opção.

Faça sua pesquisa sobre um suplemento de proteína antes de comprar para obter o melhor para suas necessidades. Abaixo estão recomendações do que você deve procurar em um pó de proteína limpo e saudável:

1. Se é inspecionado por terceiros

A primeira coisa que você deve pesquisar é verificar se o suplemento de proteína que você está considerando foi inspecionado por uma empresa independente.

Isso informará se a proteína por porção do rótulo nutricional é precisa.

Ao mesmo tempo, a inspeção também verificará a presença de contaminantes e metais pesados ​​que possam estar presentes e prejudiciais à sua saúde.

2. A quantidade de proteína (g) por porção é do tamanho aproximado da porção (g)

Você também quer ter certeza de que está pagando por um suplemento de proteína e não um substituto de refeição cheio de carboidratos e proteína mínima. Você pode verificar olhando o rótulo nutricional.

Muitas vezes, as gramas em uma porção são muito maiores que as gramas de proteína no tamanho da porção. Isso acontece quando há excesso de carga na forma de corantes, sabores e aditivos de açúcar.

Por exemplo, uma porção pode ter 30 gramas, mas contém apenas 23 gramas de proteína com as outras 7 gramas de carga diversa. 

Isso significa que, com cada colher de proteína em pó, 25% do seu dinheiro é destinado ao pagamento de ingredientes de enchimento.

Também é importante que você queira ter certeza de que o tamanho de uma porção realmente tenha uma quantidade de grama listada, caso contrário, você não terá ideia da quantidade de proteína que está bebendo em cada porção, o que é marketing enganoso.

3. Muito mínimo ou nenhum material de enchimento

Extrair proteína de qualidade pura é um processo caro. Para reduzir custos, as empresas adicionam cargas como sabores naturais e artificiais, adoçantes artificiais e outros componentes para fazer com que o pó se misture bem com o que você misturar.

Se você está consumindo um ou dois batidos de proteína todos os dias, também significa que você está bebendo esses enchimentos artificiais que não são saudáveis ​​para você e não fazem nada para beneficiar seus músculos. 

Faça o seu melhor para procurar por uma proteína de alta qualidade e use seu dinheiro para pagar por proteínas versus cargas e aromas.

Resumindo

As jornadas de transformação do corpo são momentos emocionantes de mudança de vida para realmente mostrar seu potencial de saúde e corpo. 

São maravilhosos momentos desafiadores que trazem o melhor de você.

Combinar o treino certo com uma dieta saudável e proporções de macronutrientes ajudará você a obter resultados em menos tempo.

Seguindo as recomendações deste artigo, você estará no caminho certo para construir músculos e perder gordura.

Alimentos Fermentados para Melhor Saúde Digestiva e Bem-Estar Mental

Se você não estiver familiarizado com os alimentos fermentados ou com os poderosos benefícios à saúde resultantes da adição a eles na sua dieta, este artigo é para você.

Continue lendo para aprender sobre os 5 alimentos simples que você pode incorporar à sua dieta para melhorar a saúde digestiva e o bem-estar mental.

Alimentos fermentados: Uma tendência [antiga] quente

limentos-fermentados

Se agora você está percebendo alimentos fermentados em sua mercearia, é bom ter em mente que os alimentos fermentados não são uma nova tendência.

Eles existem há cerca de oito mil anos e recentemente começaram a ganhar popularidade constantemente na dieta.

De fato, devido à pesquisa realizada sobre a saúde intestinal e à importância dos microbiomas, os alimentos fermentados estão fazendo grandes progressos nas sociedades ocidentais.

Antes da existência de eletricidade e geladeiras, a fermentação controlada era feita como uma maneira de preservar os alimentos e torná-los mais seguros.

Diferentes culturas celebraram os alimentos fermentados, e cada cultura desenvolveu sua própria influência sobre eles através da introdução de sabores e tradições únicos que faziam parte de sua herança culinária.

Por exemplo:

• As culturas européias apreciam chucrute e laticínios cultivados, como creme de leite e queijos

• Os coreanos são famosos por seus kimchi, os japoneses adoram natto e missô, enquanto os chineses desfrutam de ovos em conserva enegrecidos

• Na Índia, as pessoas bebem Lassi antes de cada refeição para ajudar na digestão

• Garri, um vegetal de raiz, é preparado e fermentado antes de comer na África Ocidental

• Na Rússia e na Turquia, as pessoas bebem um iogurte chamado Kefir

Bactérias melhora o sabor dos alimentos

Embora existam muitas maneiras diferentes de preservar e fermentar os alimentos, todas eles contêm um componente específico que é importante para o processo de preservação da fermentação, uma cultura de partida bacteriana.

O método mais comum de fermentação usa uma cepa de bactérias chamada Lactobacillius.

Durante o processo de fermentação, essas boas bactérias combatem cepas perigosas de bactérias como a E. coli, que tornam nossos alimentos perigosos para comer.

Lactobacillus converte os sais e açúcares que foram adicionados durante a fermentação em ácido lático, um conservante natural que inibe o crescimento de bactérias perigosas. 

Essa produção de ácido lático é o que dá aos alimentos aquele sabor azedo e picante que associamos a vegetais fermentados, como picles e chucrute.

Você pode usar o líquido de um fermento anterior como fonte de bactérias iniciadoras, como o soro de leite para iogurte, um SCOBY de kombucha ou a salmoura de vegetais em conserva.

Se você está apenas começando, também pode encontrar cepas saudáveis ​​de bactérias em pó. 

As lojas de alimentos naturais ou lojas online venderão kits de cultura para iniciantes, cheios de bactérias benéficas, para ajudá-lo a iniciar o processo de fermentação.

Fermentos são ótimos para o seu intestino

Comer uma variedade de alimentos fermentados é uma ótima introdução para enriquecer seu microbioma intestinal para uma coleção diversificada de bactérias saudáveis.

Você não apenas estará introduzindo bactérias benéficas no intestino, mas também ajudará a aumentar a absorção e digestão dos alimentos.

Alimentos fermentados são semelhantes aos probióticos, mas existem algumas diferenças importantes.

Probióticos versus Fermentos: Qual é a Diferença?

Alimentos fermentados não são equivalentes a probióticos.

Com base em suas classificações, existem diferenças entre um probiótico e um alimento fermentado, embora ambos tenham benefícios incríveis para a saúde.

A Organização Mundial da Saúde define probióticos como “microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem um benefício à saúde do hospedeiro”.

Todos os produtos fermentados são criados usando bactérias saudáveis, mas quando cozidas, não contêm bactérias vivas.

Por exemplo, alimentos como pão azedo são fermentados porque dependem de bactérias como o fermento para criá-las. Mas quando você come o pão, o fermento já foi desativado pelo cozimento.

Por outro lado, existem alimentos como iogurte, queijos, kimchi não aquecido e chucrute que são fermentados com bactérias e ainda contêm bactérias vivas quando você o come.

Esses tipos de alimentos fermentados também são probióticos porque possuem microrganismos vivos.

Um intestino saudável é um intestino diverso

Existem dez vezes mais bactérias em seu corpo do que células que compõem seu corpo; ou, como estimam os cientistas, existem cerca de 100 trilhões de bactérias em seu corpo.

Milhões residem bem no meio do seu intestino; e elas ajudam a digerir sua comida e absorver os nutrientes dela.

As bactérias no seu intestino ajudam a decompor partículas maiores de alimentos (que não são digeridas no estômago) em formas utilizáveis ​​de combustível que seu corpo pode usar.

Essa relação simbiótica que mantemos com as bactérias significa que ambas as partes se beneficiam: Você obtém as vitaminas e os nutrientes necessários para sua sobrevivência e, em troca, as bactérias têm comida para comer e um lugar para morar.

Essa população de bactérias é chamada de microbiota humana, e estudos mostraram que a composição da população de bactérias desempenha um papel importante na forma como você extrai, armazena e usa a energia dos alimentos que ingerimos. 

Essa relação é importante para ajudar nosso desenvolvimento digestivo de nosso intestino, ajudando-nos a produzir vitaminas que não podemos obter dos alimentos e afeta a maneira como metabolizamos os medicamentos.

Como as bactérias desempenham um papel na digestão e absorção da nutrição, estudos iniciais de pesquisa especulam que diferentes cepas de bactérias também desempenham um papel nas composições do corpo. 

Isso pode determinar se estamos predispostos a ter um tipo de corpo magro ou um tipo de corpo obeso.

Um intestino saudável é importante para a saúde e o bem-estar de nossos corpos.

Ao comer uma variedade de alimentos saudáveis, incluindo os fermentados, podemos garantir que estamos preenchendo nossas tripas com boas bactérias.

Cura milagrosa da natureza

A diversidade de suas bactérias intestinais também ajuda a desenvolver seu sistema imunológico.

Desde o nascimento, seu sistema imunológico se desenvolveu, contando com bactérias intestinais para equilibrar as respostas a patógenos prejudiciais, enquanto tolerava as bactérias inofensivas que residem em você.

As pesquisas nessa área são bastante novas e ainda estamos aprendendo como é um microbioma intestinal saudável; mas as evidências sugerem que ter um microbioma mais diversificado leva a uma melhor saúde geral.

Uma diversidade não saudável de bactérias intestinais tem sido associada a muitas doenças, como síndrome do intestino irritável, doenças auto-imunes e intestino permeável que causa inflamação indesejada.

Houve pesquisas preliminares que descobriram que a eficácia das vacinas também é determinada pela diversidade de suas bactérias intestinais.

Quando você tem inflamação intestinal e outros problemas intestinais, seu sistema imunológico está ocupado lidando com esse problema, em vez de responder a vacinas de maneira eficaz.

Você pode ajudar a garantir que você tenha um intestino saudável e um microbioma diverso ao comer uma dieta saudável e variada, que inclui alimentos fermentados. É uma maneira rápida de introduzir milhões de bactérias benéficas em uma única mordida.

Como o seu microbioma afeta o seu humor

Nos últimos 10 anos, foram realizadas pesquisas para investigar a ligação entre seu microbioma e como ele regula seu pensamento e seu humor.

Os pesquisadores descobriram evidências de que esses bilhões de bactérias residentes em seu intestino podem desempenhar um papel influenciando o cérebro para determinar seu humor.

Verificou-se que as bactérias intestinais produzem uma variedade de neurotransmissores que desempenham um papel fundamental em afetar a forma como você se sente.

Como metabolizamos esses neurotransmissores, como serotonina, dopamina e GABA, pode ser afetado dependendo do tipo de organismo que reside em nosso intestino. 

Isso pode regular a quantidade de neurotransmissores que circulam no sangue e no cérebro.

Uma mente e um corpo saudáveis ​​consistem em ter uma grande variedade de espécies diferentes de bactérias que residem em seu intestino. 

Desejar se sentir bem é outro motivo para comer uma variedade de alimentos fermentados, pois cada alimento terá diferentes tipos de bactérias que contribuirão para a saúde do seu intestino.

Coma estes cinco fermentos para uma saúde fabulosa

Coma estes cinco fermentos para uma saúde fabulosa

1. Kombucha

Esta é provavelmente uma das maneiras mais fáceis de diversificar seu intestino, porque o Kombucha é acessível a quase todos e vem em uma grande variedade de sabores.

Kombucha é uma bebida de chá fermentada sem álcool e levemente adocicada. Originou-se na China por volta de 220 aC.

Tornou-se uma bebida da moda porque contém vitaminas, aminoácidos e outros nutrientes associados a benefícios à saúde. 

Embora tenha havido reivindicações exageradas sobre seus benefícios à saúde pela mídia, é uma ótima maneira de introduzir bactérias benéficas para ajudar na digestão.

2. Missô

Originado no Japão, o missô é uma pasta fermentada feita de uma combinação de soja e sal com outros ingredientes, como arroz ou cevada, para criar sabores diferentes.

Missô vem em uma variedade de cores com base em quanto tempo é permitido fermentar.

Devido às enormes variedades de missô, tipos diferentes podem ser usados ​​de maneira intercambiável nas receitas e resultar em diferentes combinações de sabor.

Embora seja comumente usado na sopa de missô, o missô também pode ser usado como base para criar molhos para salada, molhos e marinadas.

O missô pode ser encontrado próximo à seção de tofu ou à seção de carne vegetariana da sua loja de alimentos naturais. 

Ele virá em um saco plástico selado. Quando refrigerado adequadamente, o Missô pode ser mantido fresco por até um ano.

3. Kimchi

Outro grampo fermentado é o Kimchi, originário da Coréia; consiste em uma variedade de vegetais em conserva que são consumidos em todas as refeições.

O mais conhecido é o repolho picante de kimchi, mas existem mais de 100 variedades de kimchi, e nem todas são picantes.

O Kimchi é fermentado com uma variedade de especiarias, incluindo pimenta em pó, alho, gengibre, cebolinha e tipo de frutos do mar salgados, chamados jeotgal . 

Além dos benefícios probióticos do kimchi, ele também é rico em fibras, carregado com antioxidantes, rico em aminoácidos e repleto de uma variedade de vitaminas.

4. Chucrute

O chucrute é outra versão de um repolho fermentado, criado por uma variedade de bactérias produtoras de ácido lático. Obtém seu sabor azedo distinto de bactérias que fermentam o açúcar no repolho.

Embora associemos o chucrute a uma origem da Europa Oriental e da Alemanha, ele foi consumido pelos chineses há mais de 2.000 anos e provavelmente foi trazido para a Europa 1.000 anos depois.

Hoje o chucrute é feito combinando repolho picado com sal e especiarias. É uma excelente fonte de vitamina B e vitamina C e contém muitas enzimas para ajudá-lo a quebrar sua comida durante a digestão.

5. Kefir

Keifr é uma bebida de leite fermentado que pode vir de uma variedade de fontes de leite, como vaca, cabra, ovelha ou mesmo leite de arroz e soja.

O que torna esta bebida fermentada é a introdução de grãos iniciais compostos por leveduras e bactérias.

Originário das montanhas do Cáucaso, uma região montanhosa que divide a Ásia e a Europa, agora está sendo introduzido nos supermercados americanos.

Muitos consideram o Kefir uma versão super potente do iogurte, pois é rico em vitaminas, minerais, enzimas e probióticos. 

Contendo cerca de 30 cepas diferentes de bactérias, o Kefir é uma potente fonte probiótica de diversos micro-organismos – ainda mais que o iogurte típico.

Se você estiver com problemas de digestão, beber kefir pode ajudá-lo a restaurar as bactérias intestinais amigáveis ​​para equilibrar seu sistema e obter um trato digestivo mais feliz.

Alimentos fermentados são para todos!

Os alimentos fermentados existem há milhares de anos e oferecem uma infinidade de benefícios à saúde. 

Seja você uma criança pequena ou um adulto mais velho, os alimentos fermentados são uma excelente opção para estabelecer uma saúde geral melhor. 

Além disso, eles têm um sabor incrível.

Quando se trata de saúde geral e bem-estar geral, não esqueça a importância de ter um intestino saudável.

Comer uma variedade de alimentos fermentados, como os listados acima, colocará você no caminho mais rápido para ter uma digestão mais saudável.

8 Benefícios surpreendentes das framboesas para a saúde

As framboesas são uma adição tão deliciosa a qualquer refeição que às vezes é fácil esquecer que elas são realmente boas para você! 

Mas a verdade é que os benefícios das framboesas são abrangentes e podem ajudá-lo a prevenir ou controlar muitas condições graves. 

Continue lendo para descobrir o que as framboesas podem fazer por você.

1 – Framboesas podem retardar o processo de envelhecimento

As framboesas – como mirtilos e açaí – são uma rica fonte de compostos antioxidantes como fenóis e antocianinas, a substância que lhes confere uma cor rica e profunda. 

Esses antioxidantes são uma parte importante de qualquer dieta saudável, porque reduzem os danos causados ​​pelos radicais livres nas células, que aceleram o processo de envelhecimento e podem contribuir para doenças crônicas. 

Quanto mais antioxidantes você conseguir em sua dieta, melhor será sua saúde.

2 – Framboesas podem ajudar a fortalecer seu sistema imunológico

Quer você perceba ou não, seu corpo está sendo atacado todos os dias por uma variedade de micro-organismos como bactérias e vírus. 

Isso pode levar a doenças menores, mas irritantes, como resfriados, gripes ou outras infecções respiratórias. 

No entanto, uma dieta que inclua alimentos como framboesas pode fortalecer seu sistema imunológico e tornar essas infecções menores menos prováveis.

3 – Framboesas podem ajudá-lo a queimar gordura

Framboesas-podem-ajudá-lo-a-queimar-gordura

Uma das descobertas mais recentes sobre as framboesas que tanto entusiasmam os cientistas é o fato de que a reosmin, um composto encontrado nessas pequenas frutas, pode facilitar o corpo a queimar gordura. 

Isso é feito aumentando a atividade das enzimas que, por sua vez, aumentam o uso de oxigênio e a produção de calor das células adiposas, facilitando sua queima. 

Acredita-se também que a reosmin possa reduzir a capacidade do corpo de digerir e absorver a gordura que recebe dos alimentos. 

Mais pesquisas estão em andamento.

4 – Framboesas podem ajudar sua digestão

A comida de conveniência é – bem – conveniente e, nesta sociedade movimentada, isso a torna incrivelmente popular. 

Infelizmente, a maioria dos alimentos processados ​​não são apenas ricos em carboidratos simples e gorduras saturadas, eles também têm pouca fibra e isso pode levar a digestão lenta, inchaço, gases e constipação, entre outros problemas. 

As fibras podem ajudar, no entanto, a aumentar a eficiência da digestão e manter os intestinos regulares. 

E uma única xícara de framboesas fornece cerca de 32% da fibra necessária para o dia!

5 – Framboesas reduzem a inflamação

Você provavelmente sabe que a inflamação é o culpado de pessoas que têm condições como artrite reumatoide. 

O que você pode não perceber é que muitas outras doenças graves – como doenças cardíacas, diabetes e até câncer – podem ser agravadas ou parcialmente causadas pelo processo inflamatório. 

Novamente, sua dieta faz uma grande diferença e comer framboesas é uma das melhores escolhas que você pode fazer:

É repleta de compostos anti-inflamatórios como o ácido elágico, que atua como um inibidor da COX-2 para bloquear essa enzima inflamatória antes que ela seja consumida e poder causar algum dano.

6 – Framboesas podem ajudar a prevenir o câncer

Framboesas-podem-ajudar-a-prevenir-o-câncer

Em vários estudos em animais envolvendo uma variedade de formas de câncer (mama, cólon, esôfago e colo do útero), os compostos ativos das framboesas descobriram ser eficazes contra essa doença de várias maneiras. 

Parece ser capaz de reduzir a taxa reprodutiva das células cancerígenas e também encoraja a morte celular (chamada apotose), deixando as células saudáveis ​​em paz.

7 – Framboesas ajudam a controlar o açúcar no sangue

O controle do açúcar no sangue é a chave para o gerenciamento diário do diabetes – mas também pode ser incrivelmente desafiador manter esses níveis em uma faixa normal. 

As framboesas facilitam esse desafio porque contêm compostos que bloqueiam certas enzimas que quebram o amido em açúcares e liberam esses açúcares na corrente sanguínea. 

Eles também têm baixo teor de fibras e baixo índice glicêmico, o que também significa que permitem um bom controle do açúcar no sangue.

8 – Framboesas podem prevenir problemas de sangramento

Framboesas-podem-prevenir-problemas-de-sangramento

Tudo bem, a coagulação do sangue provavelmente não está no alto da sua lista de problemas de saúde! 

No entanto, é importante que o seu sangue coagule adequadamente, especialmente se você for fazer uma cirurgia ou tiver um corte menor, a fim de evitar um problema com sangramento excessivo. 

As framboesas podem ajudar porque são carregadas com vitamina K, que as células sanguíneas precisam para formar coágulos e parar o sangramento de uma ferida ou incisão cirúrgica.

Veja o que acontece quando você come 3 bananas por dia (10 benefícios surpreendentes)

As bananas são frutas incrivelmente versáteis que podem ser usadas para fazer smoothies refrescantes, adicionar sabor delicioso a uma refeição assada ou simplesmente comer em movimento. 

Isso pode explicar por que elas são uma das frutas mais populares do mundo: Mais de 96% das famílias no Brasil compram bananas pelo menos uma vez por mês, de acordo com estudos.

Então, nós amamos comer bananas. Mas essa obsessão é boa para nós?

A pesquisa diz que sim. 

As bananas têm muito mais a oferecer do que simplesmente um preço acessível e um sabor doce. 

Estudos indicam que o número mágico é três – ao comer três bananas por dia, você fornece ao seu corpo cerca de 1500 mg de potássio e muitos benefícios à saúde.

Então, quais são exatamente os benefícios?

Aqui estão 10 benefícios de saúde surpreendentes de comer bananas todos os dias:

1. As bananas diminuem a pressão alta

Estudos mostram que comer apenas três bananas por dia pode diminuir significativamente a pressão arterial . 

Uma banana de tamanho médio tem cerca de 422 mg de potássio e é praticamente isenta de sódio. 

A alta proporção de potássio / sódio ajuda a neutralizar o efeito de aumento da pressão sanguínea do sódio na dieta.

Parece que a advertência de sua mãe de pegar uma banana em vez daquele saco de batatas fritas é um conselho muito bom.

2. Bananas melhoram a digestão

As bananas são carregadas com fibra, tanto solúvel quanto insolúvel. 

A fibra é um nutriente importante no corpo porque ajuda a regular a velocidade da digestão, diminuindo a velocidade. 

Comer uma banana fará com que você se sinta cheio por mais tempo e também pode ajudar com o problema da constipação.

Não é de admirar que as bananas sejam frequentemente incluídas nas refeições do café da manhã. Elas ajudam você a começar o seu dia energizado e a mantê-lo satisfeito por mais tempo.

3. Bananas melhoram a saúde cardiovascular

Bananas-melhoram-a-saúde-cardiovascular

Comer alimentos ricos em fibras é bom para o coração, e as bananas estão cheias de fibras. 

Uma dieta rica em fibras tem sido associada a um menor risco de doença cardiovascular (DCV) e doença cardíaca coronária (CHD). 

A fibra solúvel presente na banana está, em particular, associada a uma diminuição do risco de doença cardíaca.

Uma  dieta saudável e equilibrada  fornecerá as vitaminas, minerais e antioxidantes essenciais de que seu corpo precisa – complete com uma banana ou duas por mais 4 gramas de fibra por fruta.

4. As bananas ajudam a criar células saudáveis

As bananas são ricas em vitamina B6, contendo 20% da quantidade diária necessária para a ingestão de adultos. 

A vitamina B6 ajuda o corpo a produzir insulina, hemoglobina e aminoácidos não essenciais necessários para criar células saudáveis. 

Também ajuda na produção de anticorpos que combatem infecções.

Talvez devêssemos dizer algo diferente o tempo todo: “Uma banana por dia mantém o médico longe”.

5. As bananas melhoram a saúde do trato GI

Como as bananas são relativamente fáceis de digerir, são consideradas não irritantes para o trato gastrointestinal humano ou trato GI. 

De fato, as bananas não apenas facilitam a tensão digestiva, mas também acalmam o trato digestivo e ajudam a restaurar os minerais perdidos após a diarreia. 

É por isso que elas estão entre os primeiros alimentos sólidos introduzidos nos bebês.

6. As bananas são ricas em vitamina C

As-bananas-são-ricas-em-vitamina-C

Quando você pensa em vitamina C, laranjas e morangos podem ser as primeiras frutas que vêm à mente. 

Mas uma porção completa de bananas fornece 15% da necessidade diária deste nutriente essencial. 

A vitamina C é um antioxidante importante que neutraliza os radicais livres nocivos no organismo. 

Os radicais livres são átomos, moléculas ou íons não carregados (os “bandidos”) que estão constantemente destruindo as células do seu corpo. 

A vitamina C também ajuda a manter os vasos sanguíneos saudáveis ​​e produz colágeno que mantém os músculos, ossos e outros tecidos juntos.

7. As bananas melhoram o desempenho atlético

Se você já se perguntou por que muitos atletas amam bananas, eis o motivo: As bananas estimulam os músculos e fornecem antioxidantes e outros nutrientes naturalmente. 

De acordo com um estudo realizado, consumir meia banana a cada 15 minutos durante um teste de ciclismo foi tão eficaz quanto beber uma bebida esportiva combinada com carboidratos a cada 15 minutos. 

Não é de admirar que Yohan Blake, velocista jamaicano nas Olimpíadas, coma 16 bananas por dia!

8. Bananas combatem a anemia

Como as bananas são ricas em ferro, consumi-las pode estimular a produção de hemoglobina no sangue e ajudar a combater a anemia. 

A anemia é uma condição em que há uma diminuição no número de glóbulos vermelhos ou hemoglobina no sangue, levando à fadiga, palidez e falta de ar.

Além disso, a vitamina B6 presente na banana regula os níveis de glicose no sangue, o que também pode ajudar aqueles que sofrem de anemia.

9. As bananas suprimem as dores da fome

As-bananas-suprimem-as-dores-da-fome

Isso acontece não apenas porque comer bananas faz você se sentir cheio por mais tempo, mas também devido ao seu cheiro agradável. 

É isso mesmo, o aroma das bananas aparentemente pode suprimir o apetite e a fome! 

De acordo com este estudo do Dr. Alan Hirsch, da Fundação para Tratamento e Pesquisa com Cheiro e Sabor, em Chicago, sentir o cheiro de banana quando você está com fome pode induzir seu cérebro a pensar que você realmente a comeu.

Então, sim, as bananas podem ajudar você a perder peso.

10. As bananas elevam o humor e ajudam você a se sentir feliz

Uma banana de tamanho médio fornece cerca de 27 mg de magnésio. 

Este mineral pode ajudar a melhorar o seu humor e ajudar a dormir bem. 

Homens e mulheres precisam de 420 mg e 320 mg de magnésio por dia, respectivamente. Se você tem pouco magnésio, é provável que sofra de ansiedade, irritabilidade, depressão e outros distúrbios.

Como muitos de nós não consumimos magnésio suficiente em nossas dietas, considere comer uma banana na próxima vez em que comer um petisco às 15h. 

Ela irá preenchê-lo e deixá-lo se sentindo positivo.

Benefícios não relacionados à saúde

Você também deve saber que as cascas de banana secas são uma cobertura fantástica para mudas e novas plantas no jardim. 

As bananas também são um tratamento perfeitamente seguro e saudável para o seu cão amado!

Uma marcação final para a coluna profissional: Se você está morrendo de vontade de dentes brancos e perolados, esfregar a casca de banana nos dentes por cerca de dois minutos depois de escovar pode contribuir para um sorriso perfeito.

Experimente algumas bananas hoje!

10 Benefícios incríveis do abacate (você vai se surpreender)

Se você é uma pessoa preocupada com a saúde, não tem motivos para resistir ao abacate. 

Esta fruta com textura cremosa é bem reconhecida como um “super alimento” que ajuda a manter seu coração, olhos, articulações e sistema digestivo saudáveis, além de adicionar sabor às suas refeições diárias. 

De acordo com estudos, pessoas que consomem regularmente abacates são mais saudáveis ​​e menos propensas a síndromes metabólicas do que pessoas que não comem abacates.

Os abacates assolaram o Brasil nos últimos 15 anos, porque cada vez mais brasileiros estão cientes do valor nutricional dessa fruta poderosa.

Imaginando que mágica está por trás do abacate? Então você não pode perder os 10 benefícios de saúde poderosos do abacate abaixo:

1. Faz você parecer mais atraente

Abacates contêm vitaminas que são essenciais para a pele brilhante e cabelos saudáveis. 

Por exemplo, a vitamina C ajuda a firmar a pele e a desbotar manchas marrons no rosto. 

A vitamina K ajuda a clarear as olheiras. 

A vitamina E mantém a circulação sanguínea do couro cabeludo suave e ajuda o crescimento de novos cabelos.

Além do mais, as pessoas que comem abacates geralmente parecem mais jovens! 

Antioxidantes em abacates ajudam a reduzir sinais de envelhecimento, como rugas. Você pode maximizar o efeito antienvelhecimento da fruta fazendo máscaras faciais de abacate e aplicando-as diretamente no rosto.

2. Alivia os sintomas da artrite

Se você sofre de artrite, comer abacates ajuda a aliviar muito a dor crônica. 

Os abacates contêm ácidos graxos poli-hidroxilados, ácidos graxos ômega 3 e antioxidantes como vitamina C e vitamina E. Esses nutrientes tornam a fruta um excepcional agente anti-inflamatório. 

Além disso, o extrato de abacate e óleo de soja melhora a síntese de colágeno nas articulações.

3. Protege seu bebê ainda não nascido

Protege-seu-bebê-ainda-não-nascido

Se você estiver grávida, o abacate deve ser uma das suas melhores opções. 

Uma xícara de abacate pode fornecer 25% da ingestão recomendada de folato, o que protege o bebê por nascer de malformações congênitas e defeitos cardíacos.

4. Ajuda a perder peso

Nenhuma fruta pode competir com abacates pelo título de “a melhor comida amigável para perda de peso”. 

O alto teor de fibra de abacates garante que nosso sistema digestivo funcione sem problemas e diminui a quebra de carboidratos em nossos corpos. 

Além disso, o óleo oleico encontrado nos abacates é capaz de ativar o centro de saciedade de nossos cérebros para nos fazer sentir cheios por mais tempo. Isso nos impede de comer demais e ter ganho de peso incontrolável.

5. Ajuda a prevenir o câncer

Um estudo publicado em 2007 descobriu que os fitoquímicos dos abacates podem rastrear e inibir o crescimento de células cancerígenas. 

As características antioxidantes e anti-inflamatórias dos abacates tornam a fruta especialmente eficaz no combate ao câncer de boca, pele e próstata.

Diz-se também que os abacates são benéficos para reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia. 

Eles podem restaurar o suprimento de antioxidantes como a glutationa drenada pela quimioterapia e, assim, proteger as células saudáveis ​​dos danos causados ​​pela quimioterapia.

6. Reduz seus níveis de colesterol

Reduz-seus-níveis-de-colesterol

A maioria de nós é facilmente enganada pela textura gordurosa dos abacates ao pensar que esta fruta faz mal aos nossos corações. 

Mas o fato é que a maioria da gordura no abacate é o ácido oleico, que é uma gordura monoinsaturada que ajuda a reduzir significativamente o colesterol ruim em nosso corpo em 22% e aumentar o tipo saudável de colesterol em 11%.

Outra boa notícia para você: o óleo oleico também pode ser encontrado no óleo de abacate! 

Além de comer abacates todos os dias, adicionar óleo de abacate à sua cozinha também é uma maneira eficaz de controlar seu nível de colesterol e protegê-lo de doenças cardíacas.

7. Contém mais potássio do que bananas

A banana é conhecida como uma excelente fonte alimentar de potássio, que é um nutriente vital que ajuda a baixar a pressão arterial e reduzir o risco de ataques cardíacos, derrames e insuficiência renal.

Recomenda-se a um adulto médio consumir 4.700 mg de potássio todos os dias. Para atingir esse valor, você pode achar que comer abacates é uma escolha melhor. 

O abacate contém 4% a mais de potássio que a banana. Para ser mais específico, você só precisa comer 2,5 abacates para absorver a mesma quantidade de potássio encontrada em 10 bananas.

8. Possui alto conteúdo de fibra

Um estudo publicado em 2010 revelou o fato alarmante de que a maioria dos americanos recebe menos da metade da quantidade diária de fibra necessária. 

Com ingestão inadequada de fibras, é mais provável que tenham problemas de constipação, excesso de peso, metabolismo lento e até picos de açúcar no sangue.

Mas não se preocupe! A alta concentração de fibras nos abacates pode nos salvar dos problemas de saúde acima. 

25% da fibra encontrada nos abacates é fibra solúvel, capaz de aumentar a quantidade de bactérias intestinais amigáveis ​​em nossos intestinos e otimizar as funções do corpo.

9. Faz bem aos seus olhos

Faz-bem-aos-seus-olhos

O abacate é rico em antioxidantes, incluindo a luteína e a zeaxantina, que protegem os olhos dos danos causados ​​pelo sol e ajudam notavelmente a reduzir o risco de catarata e degeneração macular.

Surpreendentemente, os abacates não são apenas uma grande fonte de antioxidantes, mas também aumentam a absorção de antioxidantes de outros alimentos. 

O carotenoide, outro antioxidante essencial para a saúde ocular, é solúvel em gordura. 

Da próxima vez que você adicionar abacates ricos em gordura monoinsaturada à sua salada saborosa, poderá absorver melhor os carotenoides nas frutas e legumes.

10. Ajuda a absorver nutrientes de outros alimentos

Muitas vitaminas importantes (vitaminas A, D, E e K) nos vegetais não podem ser bem absorvidas pelo organismo sem serem consumidas com gordura. 

Adicionar abacates fatiados com alto teor de gordura às suas refeições densas em vegetais pode reduzir a perda desnecessária de nutrientes.

O abacate é um ingrediente popular, pois combina bem com muitos outros alimentos. 

Guacamole é uma das receitas mais famosas que incluem abacate como ingrediente principal, juntamente com sal, alho e limão. 

Este lanche é simples de fazer, mas seu valor nutricional está muito além da sua imaginação!